> Mundo da Patty: A partida do Papa da maquiagem

A partida do Papa da maquiagem

Marlon Brando não era tão velho quanto o seu Vito Corleone (O Poderoso Chefão - 1972), Linda Blair não estava realmente possuída (O Exorcista - 1973) e Robert De Niro não tinha cortado os cabelos em um moicano apenas pra gravar Taxi Driver (1976) , mas... o que esses filmes têm em comum?


Um gênio.

Por trás das câmeras.
Com suas paletas, bases, látex e tudo o mais.


Pois é.

Perdemos mais uma joia dos cinemas no final de julho.
E tem gente que não o conheceu.


Dick Smith,ou Richard Emerson “Dick” Smith, pra quem não sabe, é conhecido como o Papa da maquiagem.

Morreu dia 30 de julho, aos 92 anos. 
Além dos clássicos que já citei antes, ele também cuidou dos efeitos especiais de maquiagem em filmes como Scanners - Sua Mente Pode Destruir (1981 - foto abaixo), e Amadeus (1984), que lhe rendeu um Oscar.

Segundo o site Digital Spy, outro grande maquiador, Rick Baker, responsável pelas transformações de atores famosos em primatas em O Planeta dos Macacos (2001), entre outros trabalhos famosos (como o visto este ano em Malévola, com Angelina Jolie), foi um dos primeiros a comunicar a partida do veterano colega, que ele tinha como amigo e mentor. Baker escreveu em seu Twitter pela manhã: “O mestre partiu. Meu amigo e mentor Dick Smith não está mais entre nós. O mundo não será mais o mesmo”.
Nascido em 1922 em Larchmont, no estado de Nova York, Smith estudou odontologia e se formou em zoologia pela universidade Yale, onde iniciou seus trabalhos de maquiador para o teatro, após perceber sua real vocação em livros sobre os truques hollywoodianos em filmes (graças a Deus , para nós =D).
"O Médico e o Monstro" (1941) foi uma de suas primeiras inspirações (aliás, adoro esse livro). 
Em seguida, trabalhou para a rede de televisão NBC, entre 1945 e 1959. A atuação de Smith não foi apenas na indústria do entretenimento: ele também maquiou personalidades da política, como o democrata Franklin D. Roosevelt Jr., em 1948.
Entre os prêmios recebidos por Smith estão um Oscar em 1985 pela maquiagem de "Amadeus" (1984), prêmio este dividido com Paul LeBlanc,  e um Oscar Honorário em 2012, pela relevância de sua carreira para o cinema (foto abaixo, ao lado de James Earl Jones e Oprah Winfrey). "Adoro meu trabalho, é uma honra essa premiação, estou muito grato", declarou na ocasião.
Apesar de tantos trabalhos importantes, ele só foi indicado outra vez ao Oscar em 1990, pelo filme "Meu Pai, Uma Lição de Vida" (1989).
Smith foi pioneiro no uso de algumas tonalidades de cor e adaptou muitos materiais para suas maquiagens, como o látex e o plástico. Ao contrário de colegas de profissão que costumam manter em segredo suas técnicas, Smith compartilhava seu conhecimento publicamente! #humildadeforever
Reveja / conheça alguns de seus trabalhos:

Ele era brilhante!
Bom...daqui a pouco estou de volta com mais posts...pra animar vocês, desta vez.
Bjs,
Patrícia Fernandes

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

POSTE SEU COMENTÁRIO AQUI.
Envie sua sugestão para posts (e críticas) para o nosso e-mail: mundodapattyoficial@hotmail.com

featured Slider

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...