> Mundo da Patty: 41ª edição da Casa de Criadores apresenta os vencedores do Projeto Lab

41ª edição da Casa de Criadores apresenta os vencedores do Projeto Lab

Antes feita via Correios, e agora online: a seleção dos estilistas que participarão do Projeto Lab na Casa de Criadores ampliou o seu alcance (e a disputa)! 

Pra quem não sabe, o Projeto Lab é a porta de entrada para a Casa de Criadores. É através dele que marcas e estilistas iniciantes (com ou sem experiência) podem ter a chance de apresentar os seus trabalhos à imprensa especializada em moda.


Como funciona



Desenvolvendo uma coleção com 10 croquis autorais  e escolhendo um desses looks para ser confeccionado, fotografado e submetido à apreciação de um júri técnico composto por stylists, jornalistas e outros profissionais de moda,alguns estilistas (talentosos e sortudos) foram selecionados para participar da 41ª edição da Casa de Criadores

A seleção acontece online, pela plataforma BeYou de desafios, e o número de inscritos aumenta a cada edição (se você quiser saber mais sobre, é só enviar um e-mail para contato@casadecriadores.com.br).

Conheça os selecionados, que se apresentaram no terceiro dia de desfiles na 41º edição da Casa:


NERIAGE, por Rafaella Caniello

Recém formada e dona da marca, Rafaella Caniello escolheu  sedas, algodões, malhas e até lona de caminhão, incorporando a eles bordados, pregas, amarrações, tramas e plissados para criar suas peças, híbridas e contrastantes..

A cultura nipônica e seu respeito ao tempo e a natureza influenciam a primeira coleção da Neriage, como foi batizada a marca. O próprio nome vem de uma técnica de cerâmica japonesa que mistura argilas de diferentes cores e produz um efeito marmorizado, resultado reproduzido nas roupas com a mistura de tecidos e texturas.

Para você ter uma idéia, só o primeiro look do desfile já contou com sete texturas reunidas: plissado, tricô, lã, seda e bordados...e, apesar de parecer que ficaria tudo over...tcharãm! O resultado saiu lindo, limpo, leve. Vimos um styling com sobreposições, todas conectadas. A explicação para a coleção chega a ser filosófica (como as cordas, em referência à crença japonesa de que tudo é ligado por elas).

Segundo a própria Rafaella:

"Quero trabalhar com coisas que emocionam, descobri na moda um meio de relacionar a filosofia a algo concreto."

A melhor parte de tudo? Boa parte da coleção estará à venda sob encomenda no site UDesign.

Confira o desfile completo:


ACRVO

Hugo Ito e Lucas Romano se uniram a produção do filme “Como Se Tornar O Pior Aluno Da Escola”, baseado no livro de mesmo nome de Danilo Gentilli, para construir as peças de seu desfile para esta edição.

Não assistiu o filme nem leu o livro? Tudo bem. Segue um resumo: garoto nerd, vítima de bullying, dá a volta por cima ao se rebelar contra seus professores e seus agressores (bulliers).

A coleção, então, apresenta uma pegada colegial, com peças esportivas, estampas com aquelas anotações  que a gente encontra em cadernos/fichários/portas de banheiro... mas o que saltou aos olhos foram as palavras de empoderamento e inconformismo, como "fora do padrão", "aceita", "homofobia"... 


ROCIO CANVAS

Estreante no Projeto Lab, Diego Malicheski leva adiante o trabalho com forma e estruturas que marcaram as primeiras coleções da Rocio Canvas. Vestidos de seda e organza, mais fluidos, leves e transparentes surgem na passarela. Uma sensualidade branda é observada em suas criações.

O romantismo é encontrado em materiais de aspecto industrial, enquanto tecidos finos e delicados recebem um quê de urbanidade e estilo esporte. Vale a pena ficar de olho na marca ;)

Confira o desfile:


SENPLO

Rafael Schneider traz nesta edição da Senplo uma coleção com cores neutras,cortadas em tecidos naturais, com peças ligeiramente afastadas do corpo (embora marcadas em locais estratégicos, como a cintura).

Sportwear e de alfaiataria se misturaram na catwalk e o resultado foi este aqui (dê o play pra assistir):


CAROL FUNKE

A imprensa recebeu uma crônica, apresentando previamente a coleção...e a curiosidade foi grande: quais serão as máscaras (sentimentos) que Carol levará à passarela?

Isso mesmo que você leu. As máscaras não eram físicas...eram emocionais. “Quero falar de sentimentos”, explica ela. “Sobre como nos vestimos de acordo com o que estamos sentindo em determinado momento.”

Assim, um mix de tudo surge no desfile, desde cores, a épocas, texturas e referências. Calças, babados, franzidos, aplicações de maxiflores, casacos...tudo surge rapidamente e desaparece na passarela...assim como a transição dos sentimentos.

Apesar da maquiagem artística ter sido uma atração a parte, foquei minha atenção nas peças: elas têm sua personalidade e humor impressos de forma tão palpável, que desgrudar os olhos da catwalk não foi tarefa fácil.

Confira o desfile:


RENATA BUZZO

A coleção She Feels de Renata Buzzo para o verão 2018 foi toda pensada em torno dos nós, cheios de poesia. 

Apesar de lindas e leves, as peças carregam um significado denso, pois Renata não trouxe apenas os nós físicos à passarela, mas também os nós emocionais, em especial os sofridos pela posição e vulnerabilidade da mulher na sociedade contemporânea: “Fios são uma metáfora da vida, os nós são as mágoas, as nódoas. Se você resolve, você o desata, se você o ignora e segue o curso, ele volta a te enroscar de tempos em tempos, te ata ao passado, não te deixa seguir.”

Dessa ideia, então, surge a principal característica de suas roupas nesta temporada: micro amarração de fios de tecido vegano (todos feitos manualmente, um a um), e lindos bordados sobre vestidos de organza.

“Fios são uma metáfora da vida, os nós são as mágoas..."

Confira o desfile completo:


Vamos ficar de olho nestas marcas e aguardar mais novidades!
Acompanhem nossas redes pra não perder nenhuma dica, evento, Projeto Lab etc:



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

POSTE SEU COMENTÁRIO AQUI.
Envie sua sugestão para posts (e críticas) para o nosso e-mail: mundodapattyoficial@hotmail.com

featured Slider

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...